No Ódio E No Amor

Passei-me de vez, a solo não quero [queimo?] ninguém
Assumo o que penso, digo e o que faço também
Já me segurei vezes de mais, quase rebento por dentro
Expludo e inundo o mundo com o meu sentimento, sou cinzento
Obscuro, já visitei o lado escuro
E no passado já quis limitar o meu próprio futuro
Presente é negro, cercam-me de todo o lado
Hipocrisia e mentira, falsidade, deixam-me abalado
Vamos a um bom combate, não retribuo o vosso abraço
O ataque é a melhor defesa e causa embaraço
Uma palavra vale mais que mil imagens, coragem
Caguei, por isso vejam como agem ou reagem
Antes a morte à desonra, pena máxima a vergonha
Sonha quem achar que vou perder a minha honra
Desafio a própria vida pelo stress que me ofereçe
Fala o que nunca obedece, porque o que é bom nunca aparece
Desabafo e sei que vou escandalizar muita gente
Paciência, tenho que me libertar antes que rebente
Começo agora e falo, pra quê enfiar o barrete?
Se te sentires atingido então a música promete
Escreves torto por linhas certas, pensas ser o maior
Só se for o maior palhaço, ou ignorante mor
Cruzaste-te no meu caminho, resolveste chamar a atenção
Tudo o que conseguiste foi oferecer-me um ódio de estimação
Safas-te pla distância, levas uma dedicatória
Uma carta e uma música que entraram para a história
Tu, também ainda não sei como escapaste
Bazaste, conseguiste, quase todos enganaste
Cobarde, não voltes, conta, aponta, dispara
Desvai, vai prá cova, cai, antes de ires repara
Na cara que te olho eu riu-me contente sente
Não és homem não és nada, és um excremento de gente
Como aqueles que me invejam e desejam tudo mal
Eu sou o Mal, nunca fui um gajo 100% normal
Não tenho nada a perder enquanto não tiver ganho
Quando me conhecem percebem que sou um tipo estranho

Há pessoas pelas quais morreria, gajos pelos quais mataria
Outros plos quais na boa cagaria e continuaria
A vida e assim, assim é esta merda de vida
No ódio ou no amor, a verdade é que me guia
x2

Não chorem quando partir pois lutei com o destino
Queimem a bandeira e façam tocar o meu hino
Tenho flashes de memória que visualizo na pupila
Amigos que eu não quis que esperassem na fila
Família e conhecidos, ou ilustres desconhecidos
Largaram noutra viagem nunca mais perdidos
Pago o preço de viver pla setença dum crime
Ás vezes vendia a alma ao Diabo para que tudo fosse sublime
Agradeço à minha mãe, pai, por ter acreditado
Quem tem força pra lutar e me ter mesmo contrariado
Para morrer à nascença tava marcado, caguei
Avisado por uma velhota o destino guardou-me pra rei
Meu pai, meu idolo tentei, teu modelo imitei
Pra chegar onde cheguei, acredita que lutei
Li o que muitos ainda não leram, escrevi o que não entenderam
Descobri o que não me explicaram, as vozes esconderam
Falo de quem odeio, detesto, ignoro, é normal
Falo de quem admiro, amo e tento proteger do mal
Meus homens, meus soldados, Coalizão, 2º piso
O mundo é nosso acto quando _____ pelo aviso
Irmãos de mãe diferente, unidos numa só mente
Todos desiguais, mas mais ou menos tudo a mesma gente
Este abraço alarga-se a costas de sul a norte
A gajos verdadeiros que me apoiam e protegem até à morte
Serial e Presto, apesar de tudo ainda bem que existiram
Este meio fodeu-me mas vocês de mim não desistiram
Quando me apunhalaram, vocês nem acreditaram
Porque sou paranóico até quando na crew se confrontaram
Esta é a realidade, é de quem acusa receita eleita para 99
Beretta, mas na ponta de uma caneta
São o pior pesadelo, gentes com dor de cotovelo
Que não sou modesto nem falsamente irei sê-lo
Conhecido por ser arrogante, não arrogante por ser conhecido
Tido como antipático, melhor ser um falso bandido [vendido?]
A música é a minha terapia, desculpem lá o tom agressivo
E muito obrigado pela vossa atenção
A música é a minha terapia, desculpem lá o tom
Obrigado aos Mind da Gap pelo apoio na missão
Pai, mãe, avó, _____, Cristina, André, puto Kiko
A todos os meus amigos quer seja pobre ou fique rico
Lealdade, sinceridade, na união ou na saudade
Juntos ou separados, sempre ligados pela verdade

Há pessoas pelas quais morreria, gajos pelos quais mataria
Outros plos quais na boa cagaria e continuaria
A vida e assim, assim é esta merda de vida
No ódio ou no amor, a verdade é que me guia
x2

A verdade é que me guia...
A merda é real...
Esta é a minha realidade...
Esta é a minha verdade...
Nada é ficção onde eu me encontro...
A verdade...
Esta é a minha verdade...
Os falsos escondem-se atrás da mentira...
Verdadeiros perpetuam o seu próprio destino através daverdade...

Vídeo incorreto?