Eu nem sempre fui o filho que meus pais desejavam que eu tivesse sido
Eu nem sempre correspondia a expectativa de boas pessoas
Eu já desejei o mal quando um dia acreditei em ter inimigos
Eu já entreguei meu coração
Alguém já me teve na palma da mão

Ooooooh
Então eu sigo assim
Sem a vida me cobrar
Pulso forte com um rezo de coração

Lembro de quando eu era amigo menino
Do brilho das manhãs
Do cheiro da terra molhada
Do cheiro do diesel dos caminhões
De um dia ter sujado meus olhos
Com uma nuvem de poeira da estrada
De um animal atropelado no asfalto
Minha inocência deve ter ficado por lá

Ooooooh
Então eu sigo assim
Sem a vida me cobrar
Pulso forte com um rezo de coração

Tempestade dentro de um peito
Enxurrada de lama em algum coração
E quem sabe um dia na estação das almas
Todos se perdoem, enfim

Alguns querem ser livres
Outros querem ser fortes
Mas todos devem lutar
Então vista sua armadura
Proteja-se! E aprenda a andar

Ooooooh
Então eu sigo assim
Sem a vida me cobrar
Pulso forte com um rezo de coração

Vídeo incorreto?