Hipérboles e metáforas sem comparação
Esses animais que falam, é personificação
Não fazemos pausas com frases sem pontuação
A tua melhor resposta, ponto de interrogação

Frases que te deixam queixo no chão e pernas pró ar
Enquanto poucos se queixam e deixam manipular
Temos vários pentes de barras potentes
Barra caso tentes ponto com (.com)
Microfone, mas escondo os dentes
O luxo da poesia é moradia de três frentes
Os mais aguardados combustíveis não poluentes
Consistentes como massa, somos hidratos de carbono
O teu vazio criativo supera o buraco do ozono
Não sejas mal agradecido tal e qual um cão sem dono
Totalmente enraivecido nada joga em teu abono
Somos dois, sem carro à frente dos bois
E o que fizemos antes, tu só farás agora e depois
Hasteamos versos como piratas em alto mar
Pelo sonar, facilmente te vamos ouvir chegar
Vim acabar com o enredo à velocidade dum torpedo
Não tenhas medo da luz, a escuridão não é emprego
Vida de morcego que sai da gruta pró lado esquerdo
Torna-te plano como um vale, sem qualquer tipo de relevo
Soberbo, não do tipo quem "pouco água fervo"
Não durmo até tarde, mano, prefiro acordar mais cedo
Quero paz e sossego, também tenho um lado negro
E quando o monstro acorda, canalizo no que escrevo
Sou raro de encontrar como quatro folhas num trevo
Se a riqueza é de espírito, sou o Belmiro de Azevedo

Levamos ao extremo o nosso sistema e as suas leis respectivas
Nem imaginas, voamos porque violamos as gravíticas
Tornámo-nos rápidos ao ponto de acompanhar cometas
Mc's pediram desejos, confundiram-nos com estrelas
O poder metafórico desregula o campo magnético
Aves migratórias deixaram-te migrar pró lado certo
Desequilibramos ecossistemas de forma excessiva
O distúrbio só se compara ao dilúvio pós Hiroshima
Desbloqueamos mentes dormentes, estamos em cima
Temos mentes, basta, vemos isto mais pelas rimas
Nós somos a natureza enquanto vocês agem de acordo
É a diferença entre jogar e fazer as regras do jogo
Não vale a pena fugir porque em caso de confronto
Primeiro mandamos nós em ti e depois mandas tu no teu corpo
Gajos fazem som por isso julgam que são espertos
Saibam em primeira mão que nós fazemo-los à séculos
Uns mostram-se cépticos, outros mostram-se incrédulos
Alguns fizeram pirâmides em homenagem aos versos
Somos mais complexos que os mais complexos
Chegamos a um ponto que o teu cérebro nem pode ter acesso
Construímos mapas de um universo com pautas
Hoje cantores andam perdidos armados em astronautas
Falhanço no regresso a NASA referiu as causas
O melhor que vocês fizeram na música foram pausas

Vídeo incorreto?