De uns tempos pra cá
Percebi o quanto é válido
Manter o silêncio
Enquanto alguém tentar me magoar
Não preciso chorar
Nem ficar com o rosto pálido
Basta ser eu mesmo
E imitar a serenidade de um lago
Como um ciclone
No horizonte me acho
Tendo idéias paradoxais
Enxergando altos e baixos
Como não responder
As questões que me são dadas
Se minha mente por ser humana
É praticamente ilimitada
Procuro viver
Tentando encontrar
Aquela paz que se esconde
Procuro manter
A juventude informada
Mas a concorrência me esconde

Vídeo incorreto?