Mar me conta histórias como o meu pai
Deixa, no teu colo azul, me proteger
Traz uma sereia, um canto de ninar
E uma estrela do mar pra eu pedir
Um pouco de paz

Faz com que teus búzios parem de dizer
Que essa minha solidão não vai ter fim
Pede para o vento levar minha dor
A esse alguém que talvez longe de mim
Também esteja assim

Tuas algas, ondas, pedras e corais
Falam de outras dores
De outros ais
Falam de pedaços de um fundo que é só teu
Falam de saudade tal como eu, mar

Mar me engana pelo menos uma vez
Joga em minha boca algumas gotas só
Que eu pudesse achar que fossem lágrimas
Desse alguém que talvez a ti olhar
Passa por mim chamar

Vídeo incorreto?