À noite, quando o calor se mistura com a luz da tv preto e branco
À noite, eu quieto dentro de casa ouvindo rajadas de bala
À noite, fatos ruins do jornal se unem ao meu cansaço
À noite, o mesmo corpo cansadão
As vezes se perde de frente a saída


Mesmo assim eu paro e agradeço
Por eu não fazer do rancor minha vida
Por eu ainda acreditar no poder
Do amor revolucionário e salvador
Amor que me tirou a arma da mão
E me deu mais essa canção

Vídeo incorreto?