Fogo Cruzado
Eu tô no fogo cruzado
Vivendo em fogo cruzado
E eu me sinto encurralado de novo
No Gueto o medo abala quem ainda
Corre atrás
Do fascínio que traz o medo da
Escuridão
Que é a vida

No Gueto o medo ilude e seduz
Com o poder da cocaína
Quem comanda o sucesso
Das bocas de fumo da esquina

Mas a favela não é mãe
De toda dúvida letal
Talvez seja de maneira
Mais direta e radical
O sol que assola
Esses jardins suspensos
Da má distribuição

Que arranham o céu
Mas não percebem o firmamento
Que se banham à beira-mar
Mas não se limpam por dentro

Que se orgulham do Cristo
De braços abertos, mas não abrem
As mãos
Prá novos ventos

Tô no fogo cruzado
Vivendo em fogo cruzado

Entre a Bélgica e a Índia
Entre a Jamaica e o Japão
Entre o Congo e o Canadá
Onde a guerra nunca tá
Entre o norte e o sul
Entre o mínimo e o Maximo
Denominador comum

Vídeo incorreto?