Vim de uma linha espirita astral millenar,na guerra vence quem tem guia sem precisar lutar
Na teoria 5.000 não abririam fogo,o restante em 10 com tank emparelhando os morros
Não vai com a puta 'hostal la torre de ibiza',com pobre no sufoco favela virando cinza
A parafall antiblindado final no terminal,ou é goma imobiliada ou é flor no funeral
Dor pra sua familia alegria pra justiça,um número se apaga mais uma dor que fica
Por que?a explicação tem justificativa,quem mata pra comer é visto como homicida
É a lei da selva o sanguinário dia dia,leão caça de fuzil quer carne pra sua cria
Sang-sugas de brasilia sugando seu sangue,queimando nossa ideologia bebendo com champanhe
A chacina da contradição vem da história,des do indio com judeu quantos viraram memória
É foda a diferença do certo do errado,do que rouba de pt pro que rouba engravatado
O ladrão descriminado que no farol leva o seu carro,ou o que come seu dinheiro com padrão legalizado
Na guerra do raciocinio eficaz contundente,contradição é munição pra descarrega com pente

...

Olha o ladrão levando carro pro desmanche,pra o seguro cobri o cu de térno no palanque
O pedágio que forja pro asfalto proteção,paga 1milhão pra cada ministro manter a exploração
E no fim quem contradiz não é o filho do juiz,mas o pai com a uzi e o filho no chafariz
Implorando esmola gole de coca cola,o sonho da pistóla esquecido da escola
Por isso o manifésto do pobre é reação,da maldita distorção da minha concepção
Batalha pscicológica de opinião contrário,no fim é no iraque mutilando adversário
Pra encher quem ta sentado aplaudindo admirado,apostando milhões,no seu corpo aterrado
A marionete que o governo cansou de brincar,quebrou e dessa vez ninguem pode consertar
Voltou espalhou o terror apavorou,a guerra não acabou foda-se quem censurou
O verbo de explosão desafia cusão,direcionado violentamente com precisão
Opacos mc's sem maquiagem,ainda puto vem rima que pagamos de bandidage
Mas ai zé buceta vai tomar no rabo,teu verso é sem conteudo seu arrombado
Acha que no clip vou pagar igual novela,favela é oprimida e diz oque se fez por ela?
Realidade inteligência nossa escola prospéra,sai da linha que se não meu trem te atropela!

...

Vejo os otário rimando feliz a alegria,mó patifaria inda se diz periferia
Alveja meu som e diz que sou minoria,mas na quantia meu verbo destrói sua maioria
Teu som é pro boy no domingo a tarde,o meu é pro ladrão no venêno atrás das grades
Bica minha letra meu video com invéja,mas na minha se atravésa leva dois tiro na testa
Esse é o ódio acumulado que o brasil me injeto,causou no cérebro um efeito total devastador
Tranformou o protestante em puro veneno,com rima agressiva e versos violentos
Sua mãe pergunta por que?você chora quando vê!mas o meu procedê não foi feito pra tv
Tento julga meu rap como farça, mas não fui eu quem pois a cara propaganda partidária
Pagando pra quem tem pra quem tem nome,hoje é voto pro politico e amanhã passando fome
É o kamikase da leste programado pra rimar,mano gueto quem puder vem tenta contestar
Filho da puta aqui não tem chacóta,dos caras que te apóiam depois ri nas tuas costas
Meu raciocinio é duas pistola engatilhada,que destrói teu verbo podre e disfigura sua cara

Vídeo incorreto?