É fim de semana, tô de bolso cheio
E pouco me importa de gastar os "pila"
Se tem bate-coxa, também tô no meio
Arrastando as botas no salão da vila

Corre notícia pela redondeza
E alvorota a peonada aragana
Todos comentam que ouviram no rádio
Que tem enfezo no fim de semana
Para quern anda com um bolso liso
Tem improviso e grajeia uns pilas
Que dê ao menos pra pagar a entrada
E arrostar as botas no salão da vila

É fim de semana, to de bolso cheio...

Sábado à tarde, os bailes da vila
É comentário de prendas e peões
Mal escurece e o salão tá cheio
Com gentarada de vários rincões
É coisa linda ver o entrevero
Quando o gaiteiro abre a cordeona
Primeiro os moços se atracam na dança
E a veiarada se vai de carona

É fim de semana, to de bolso cheio...

E as titias, igual vaga-lume
Não tiram os "óio" das moças da sala
Mas quando sabem que os bailes da vila
Ninguém ataca depois que embala
Dança o campeiro com pilcha sulina
E o cola-fina vestido à povoeiro
Baile da vila é de salão cheio
E só não entra quem não tem dinheiro

Vídeo incorreto?