No fraco pôr-do-sol me fortaleço
Alaranjado sobre as pastagens
No prata das estrelas reconheço
Um sonho de mistérios e mensagens
Nas marcas e detalhes dos meus negros violões
Passeando toco e canto novas ilusões, em mim
Em mim

Ilusões encantadoras seguem
Como seguem ventos pelos campos
Passam no meu peito, me perseguem
Depois se vão perante o meu espanto
Doces que se molham na saliva da emoção
Vão se derretendo, logo viram solidão, em mim
Em mim

É fácil explicar, difícil é entender a dor, amor
Os sonhos e ilusões, climas e paixões, em mim
Em mim.

Vídeo incorreto?