Leve, dançante piano,
Quase sem se dar por nada,
Vai-se instalando
Na madrugada.

Com pezinhos de lã,
Em pontas, trazendo a manhã,
Frágil, em passo de dança,
Dançarina,
Agitando o ar,
Peregrina.

E nem é p'ra admirar,
Como 'inda vamos
Nessas tramas e enganos,

Só quando a noite vem
É que nos damos
A contar perdas e danos.

Lava de mim,
Todas as sombras do medo,
Sombras que andam p'lo ar, em segredo,
Diz, mesmo mentindo,
Diz a palavra, e partimos,
Por amor, todos mentimos,
Só por desamor,
Não resistimos.

Vídeo incorreto?