A graça do q dona graça agacha agrada olhar achar graça em ser de
graça ri se só lhe agradece a velha praça em piada que mesmo
conta sobre a sasha segnente destampa raça racha inda favor do
contra e o tempo de pirraça quando chorasse ao fim do ponto em
que desponta só democrata que é massa monta só a batata assa
fumaça te deixa tonto engrata em grande risco de vida e nem se
quer meu o bem me abraça chata merma d sempre sendo que agora
nem disfarça pelo amor d bambata nunca foi mal ouvida quiapouco
nem passa ou repassa e cumprimenta inda o q c trata na data em
que o cabelo imbaraça noite da caça nata pata pata issa cantiga
já te laça na segunda o caminho que é traça traça terça parte de
quarta pra quinta feira ja na manguaça da décima sexta lata de
sábado na zuera no domingo eu to durmindo pode me ligar que eu
tou dormindo
A barata ri quando olha pra formiga pode te-la como amiga a
subestima istima sempre sua vitória pq a história eh pra si
sempre se riga igual a mamma geremita que migra em direção a
casa comida elas vão ordenadamente sem briga silenciosas
destroem quem as subestimam um dia quem diga que alimentar a
vingança num enche barriga seguir caminhos pelo córrego fila tds
as siga tradições não são mudadas em segundos mas em perseguições
e assassinatos profundos por meio de viga milhões de anos naum
se esquece em minutos minha supremacia de uma cultura em dois
mundos vagabundos de uma figa entraram pelos fundos
"encareburgos" com força de giga gira mundo e mundo liga
escoltado por todo mundo deixado de ser um segundo unidos
seguimos o curso vencemos o concurso de sobrevivência com a
aparência de coelho perto de urso naum adianta tamanho ainda
naum eh documento e como ninguém eh 100% a barata eh o prato da
janta ...
Vivemos numa sociedade de "desamizade" naum havia liberdade por
que naum temos garantia sabia cada um por si eh a lei da selva
neh...

Vídeo incorreto?