De Volta a Cena

É tru, Racionais tá aí de novo, morô?
E os caras é mili anos na parada (pode crê)
E o caras representa a favela do começo ao fim,
Mais aí, é muita treta em,
é idéia de mil grau no baguio.

Racionais roubando a cena
Realidade é a palavra,
atitude é o meu o lema
Esquema feito a justiça está com nóis
Lei da periferia irmão, ouça a minha voz
Meu rap é linha de frente dessa guerrilha
Faça o que puder, vier siga minha estreita trilha

(Artista 2)
Na picadilha a matilha está a solta

Idéia de mil grau e o veneno escorrendo da boca

(Mano Brown)
Nego, a vida é loka

Cruel e sangrenta
Só muito pior, sem dó, marginal e violenta
O sangue esquenta, Rei Éder eu quero ver

(Mano Brown)
Edinho liga o marquinhos pra fazer o chão tremer

Pode crê,
Não sou aquele que via satélite te seduz
Porque bala de PT não faz sinal da cruz
Nem muito menos tô aqui pra fazer média
Não sou aquele que pega carona na tragédia

Vejo deperto a viúva da dor
Pisando em caco de vidro, filha do rancor
Convivendo com o divino diabólico
Entre os crentes, os espíritas, o crime e os católicos
Tristes, eufóricos, tranqüilose melancólicos
O engatilhado sofrimento é metabólico
Soldado da paz, mas treinado para guerra
Meu arsenal é o seu calvário nas ruas a serra

Vídeo incorreto?