Eu me retorço ao ver multidões tão fiéis
sonhando um dia poder beijar os seus pés
Gritando aos prantos seu nome numa procissão sem fim

Tenho chiliques sempre que a turma o vê
Nos outdores, filmes, revistas, TV;
Enfeitiçados, insistem demonstrar adoração.

[Eu fico roxo], amarelo e azul.
(Oh!) Me lacrimeja!
E quero brigar com aquele que eu sei...
(Oh!) Que te corteja.
Sua fama faz minha inveja.

Pois já te deram uma biografia,
um cash milionário, e um céu pr'ocê morar.
Depois fizeram uma coroa, um cedro,
um santo relicário e um trono pra sentar!
E eu fiquei só aqui neste calvário
achando palavrões, pra te amaldiçoar.

Seus atributos, dizem não ter nada igual.
Que me desculpem mas eu só sei falar mal;
É que não dá pra aceitar essa condição menor.

Mas, quão orgulhosa deve estar a senhora sua mãe!
Hoje em sua casa não há lugar pra mais pães.
Glórias, troféus, patrimônios... Quem me dera fossem
meus!

[Ai, Deus, eu fico vermelho]

Vídeo incorreto?