No serviço de auto-falante
Do morro do pau da bandeira
Quem avisa é zé do caroço
Amanhã vai fazer alvoroço
Alertando a favela inteira
Como eu queria que fosse em mangueira
Que existisse outro zé do caroço ( caroço,caroço)
Pra dizer de uma vez pra esse moço
Carnaval não é esse colosso
Nosso samba é raiz é madeira
Mas é o morro do pau da bandeira
De uma vila isabel verdadeira
É que o zé do caroço trabalha
O zé do caroço batalha
E que ganha o preço da feira
Enquanto a televisão brasileira
Distrai a gente com a sua novela
É que o zé põe a boca no mundo
E faz um discurso profundo
Ele que ver o bem da favela
Esta nascendo um novo lider
No morro do pau da bandeira
Esta nascendo um novo lider
No morro do pau da bandeira
No morro do pau da bandeira
No morro do pau da bandeira
Lelele, lelelelelelelele

Ô simpático, pára de formar caô
Ô simpático, pára de formar caô
Ô simpático, pára de formar caô
Ô simpático, pára de formar caô
Ô simpático, pára de formar caô
Ô simpático, pára de formar caô
Ô simpático, pára de formar caô
Ô simpático, pára de formar caô

Com marra de cão,
Vem um vacilão de bobeira no movimento,
Sei que tá marcando, a massa tá sacando,
Estamos ligados no procedimento.
Simpático é bruto, não é do justo,
Dos irmãos não se disfaz.
Errado vira certo, se acha esperto,
Só fortalece quem tem mais,
O tempo é o remédio e o proceder se mostra no dia-dia,
A caozada, a simpatia, ta virando epidemia.
Eu falei uma vez, e tô muito bolado, e novamente vou falar,
Pra curar safado, é bom tá ligado, vacina é bala de ak.
Por isso que eu digo, cuidado comigo,
Meu bonde bolado é o perigo,
Comédia fodido, garoto metido, é cartucheira de bandido.
Porquê, ele vive na sombra do patrão,
Agradar vagabundo, é sua profissão, confunde ganancia e ambição
Simpatia, comédia, vacilação

Ô simpático, pára de formar caô
Ô simpático, pára de formar caô

Vídeo incorreto?