Estou em plena avenida
Dessa grande capital
Onde os carros passam loucos
Num vai e vem tão anormal
Onde o silêncio é pouco
E a multidão é solidão
Onde faço meus versos
Encharcados de poluição
Eu já nem sei se fico
Eu já nem sei se vou
Eu 'tô' vagando à toa
Onde anda meu amor?
Onde nas manchetes
É sangue e símbolo sexual
Crianças brigam por pão
Enquanto homens por capital
Onde o interessante passa a ser logo normal
Entra dia e sai dia é um corre corre infernal
Eu já nem sei se fico
Eu já nem sei se vou
Eu 'tô' vagando à toa
Onde anda meu amor?
Mas sinto um cheiro de esperança
Vindo nessa estação
Mas sinto um cheiro de saudade
Vindo lá do meu sertão
Eu pus o pé na estrada mas de lá nunca saí
Pois suas praças suas ruas mares nunca esqueci
Eu já nem sei se fico
Eu já nem sei se vou
Eu 'tô' vagando à toa
Onde anda meu amor?
Mas é tão esquisito viver nesta capital
Enquanto mais sofre mais se acha normal
Quem logo bebe dessa água
Outras vezes quer provar
Pois tantas vezes fui embora
E tantas vezes quis voltar
Eu já nem sei se fico
Eu já nem sei se vou
Eu 'tô' vagando à toa
Onde anda meu amor?

Vídeo incorreto?