Quando ela veio, chegando de mansinho
Foi fazendo um caminho dentro do meu coração
Soltei os bichos para espantar essa bandida
Que chegou na minha vida como a própria tentação

Foi se espalhando com o vento feito brasa
E tomou conta da casa com o fogo da paixão
E fez um ninho de amor na minha cama
E quem é que não ama quando encontra essa razão

O meu amor por essa moça é tão grande
Que um pouquinho só distante vira logo solidão
Mas uma música bonita me consola
E eu pego na viola e lhe dedico essa canção

O seu nome é saudade morena!
O seu nome é saudade!
É como diz aquela música
Que pena! Que pena morena!
Que pena! Que pena!
Que pena morena!

O amor é um imã que acontece de repente
E nos prende totalmente com uma forte atração
Não há valente, não há inteligente
Que não fique dependente dessa droga da paixão

O meu amor por essa moça é tão grande
Que um pouquinho só distante vira logo solidão
Mas uma música bonita me consola
E eu pego na viola e lhe dedico essa canção

O seu nome é saudade morena!
O seu nome é saudade!
É como diz aquela música
Que pena! Que pena morena!

O seu nome é saudade morena!
O seu nome é saudade!
É como diz aquela música
Que pena! Que pena morena!
Que pena! Que pena!
Que pena morena!

Que pena morena!
Que pena!
Que pena morena!
Que pena morena!

Vídeo incorreto?