"mestre, o vento balançou meu barco
Mestre, estou à beira de um naufrágio
Mestre, será que não vês?
Será que eu vou perecer?
Sinto na pele o frio desse vento
Chego a crer que não estás me vendo
Lembro que estás logo ali
Na proa do meu barco à dormir
Eu sei que não estou só
E já posso crer que amanhã
Vai ser bem melhor
Só porque estás comigo eu...

Posso clamar
Eu acredito que eu não vou naufragar
Só porque estás comigo eu...
Posso clamar
Já tenho fé pra descansar
Nas ondas de um bravo mar
Sim eu posso clamar
Mestre, vem me ajudar

Quem é esse que até o vento e o mar
Para e obedece
Quem é esse que ordena
E milagres acontecem

Jesus, esse nome toda língua confessará
Jesus, céu e terra se prostram pra te adorar
Jesus, o presente que deus enviou pra nós
Jesus, até o vento se cala pra ouvir tua voz."

Vídeo incorreto?