Sai da frente, que o mar não tá pra peixe, entende
Minha gente, quem não for do corre sai da frente,
As aguás aceitam curvas, aqui ou no oriente
A fome sempre arruma, esmagadora, a brava gente.

Click, Cleck Game, sai da frente gente,
Bala perdida é igual cadeia, a dor ardente,
Me disseram, sol nascer pra todos, pra quem será que dizer 'mano'?
Canoto pobre, ouço sempre estouro.

Mas quem fica na favela, a guerra é dos outros,
Um ruim, bom dos doidos, Um todo para os poucos,
E Lá, a classe esmagadora, aqui supere é o povo, Disseram esquece, se dando se recebe,
A guilhotina na favela é o 12, É o 1-5-7, Posso fugir ou mentir, fazemos coisas ruins,
Mas sem pintar ti-ti-ti, logo estopim vai cair,
Então porque reclusão? È bem melhor o perdão
Sai da Frente o promotor disse não, disse não

O réu, o mano injustamente acusado foi declarado culpado !

Sai da frente, que o mar não tá pra peixe, entende
Minha gente, quem não for do corre sai da frente,
As aguás aceitam curvas, aqui ou no oriente
A fome sempre arruma, esmagadora, a brava gente

Click, Cleck Game, sai da frente gente,
Bala perdida é igual cadeia, a dor ardente,
Me disseram, sol nascer pra todos, pra quem será que dizer 'mano'?
Canoto pobre, ouço sempre estouro.

Momento exato, pra se lembrar dos fatos, éh, o que deu de errado
Hoje trancado, está trancafiado, agora em Cela fria, tirando Oito e Quato
È, Sai da frente minha gente, quando a chuva cair,
Não vá se desesperar, ja tava escrito é assim,
Quem nasce preto, branco, pobre, joga o jogo da Glória
Guerreiro, nasceu guerreiro, encara a trajetória, então acorda! Limite? Erga-se, erga-te,
Raciocine, lute, pra sair daqui com liberdade,
O mundo pode ser melhor que eu vi
Melhor, que a convivência aqui, olha pra mim sou igual a ti,
De carne e osso eu vim, rumo ao itenerário sou feliz,
Sem ti ti ti, eu quero progredir, pra mudar aqui, temos partir Junti
A união transforma em força, move gente, de tanto países,
Educadamente, inteligentemente, sai da frente
Hoje eu quero ver meus manos mais cientes,
Possivel, sempre, sempre presente e conscientes

Sai da frente, que o mar não tá pra peixe, entende
Minha gente, quem não for do corre sai da frente,
As aguás aceitam curvas, aqui ou no oriente
A fome sempre arruma, esmagadora, a brava gente

Click, Cleck Game, sai da frente gente,
Bala perdida é igual cadeia, a dor ardente,
Me disseram, sol nascer pra todos, pra quem será que dizer 'mano'?
Canoto pobre, ouço sempre estouro.

Quem é me entende, você que está aqui, tratado como gente
Sempre pense, e faça algo, então com a mente, o homem, nasce cresce, e cria filho, aprende
Senhor, me leve pela dor, me tire da serpente, eu vou.
No erro me senti, perdão eu quero, só espero, não vou dentro da biblia de um berro
Sei que, o que vejo aqui é feio, deixa tremulo, é muito feio,
É a fusão, a fome e o medo, insano, inodoro, não tem cheiro
Sai da favela, invade a cadeia a dentro, a raiva invadi o ser-humano
Invertuar, o vento, choro da rima, sai de lá como se fosse certo
Procure sempre andar com Deus, dispense o berro,
Seus pais, os filhos, Deus, eu quero então, que faz sucesso

Sai da frente

Vídeo incorreto?