Cada palavra que saiu de sua boca
Me fez viver (me fez viver) E me arrepender
Esperei tanto pra começar
A desenhar seu túmulo e lhe encontrar.

Sinta o que suas mãos querem tocar
As vejo aqui (as vejo aqui) Em sangue sobre mim
Será, que nunca mais estarei em paz?

Me sentarei sozinho e brindare ao seu túmulo
E as rosas lhe entregarei

Sinto assim mesmo que temos a chance
De caminhar (de caminhar) palavras a relembrar
Crianças brincam em meio a escuridão
Terminarão (terminarão) Sorrisos jogados ao chão.

Veja o que seus olhos querem ver
Se renderão (se renderão) Joelhos dobrados ao chão
Será. que nunca mais estarei em paz?

Me sentarei sozinho e brindare ao seu túmulo
E as rosas lhe entregarei
Me sentarei sozinho e brindare ao seu túmulo
E as rosas lhe entregarei.

Vídeo incorreto?