Perigo ninguém sabe onde se esconde o inimigo
Até da minha sombra duvido, atento por onde eu sigo
Se até cristo vou traído, onde eu encontrarei abrigo
No ombro do inimigo disfarçado de amigo
Perigo ninguém sabe onde se esconde o inimigo
Até da minha sombra duvido, atento por onde eu sigo
Se até cristo vou traído, onde eu encontrarei abrigo
No ombro do inimigo disfarçado de amigo

Perigo
Caminho pela rua sempre atento
Nada de passos lentos.
Passo largo olhando o movimento
Correndo contra o tempo nesse mar de gente apressada
Desconfiado de cada pessoa que divide a mesma calçada
Tudo pode ser uma cilada e minha vida pode tá correndo risco
Avisto alguém que vem em minha direção
Não traz nada nas mãos
Mesmo assim atento eu sigo
Acelero os passos tentando o despistar
Resolvo atravessar antes do farol fechar
As ruas já vazia e mal iluminadas
É madrugada e minha segurança está ameaçada
Ouço pegadas sinto estar sendo perseguido
E é o mesmo indivíduo que se aproxima
Eu dobro a esquina tentando me esconder
Não tem pra onde correr nem ninguém para me socorrer
O que fazer posso ser assaltado
E se ele estiver drogado e tentar me matar
Meu Deus, sinto que vou ser abordado
Ele pega algo no jaco e pede pra eu parar

Perigo ninguém sabe onde se esconde o inimigo
Até da minha sombra duvido, atento por onde eu sigo
Se até cristo vou traído, onde eu encontrarei abrigo
No ombro do inimigo disfarçado de amigo
Perigo ninguém sabe onde se esconde o inimigo
Até da minha sombra duvido, atento por onde eu sigo
Se até cristo vou traído, onde eu encontrarei abrigo
No ombro do inimigo disfarçado de amigo

Perigo
A essa hora da madrugada
Balada fechada e eu quero ir pra casa de uma amiga
Mas estou perdido. Novato, sabe qual é
Do meu bairro pro outro era dois minutos a pé
Mas tô longe, nem sei aonde pega o busão
O endereço tá no jaco eu peço a informação (Sei não)
Se de repente o cara for um ladrão (Sei lá)
Aflito eu fico nessa indecisão (Tô viajando)
Ele vai apressado
Atravessou o farol com o sinal fechado
Acelero os passos e o avisto de novo
E se ele pensar que eu roubo e gritar socorro?
Ligero até com o sussurar do coruja
Ou ficou cabreiro com a minha jaqueta suja
Será que eu corro? É a última tentativa
Tiro a mão do bolso e ele dobra a esquina
E se for um polícia, tá me esperando de butuca
Se tiver com medo não tenho culpa, desculpa
Tô perdido não tenho como evitar
Tiro o papel do jaco e peço pra ele parar
- Por favor, queria uma informação. Você conhece a São João
- São João?!
- Isso
- Eu tô indo pra lá

Perigo ninguém sabe onde se esconde o inimigo
Até da minha sombra duvido, atento por onde eu sigo
Se até cristo vou traído, onde eu encontrarei abrigo
No ombro do inimigo disfarçado de amigo
Perigo ninguém sabe onde se esconde o inimigo
Até da minha sombra duvido, atento por onde eu sigo
Se até cristo vou traído, onde eu encontrarei abrigo
No ombro do inimigo disfarçado de amigo

Vídeo incorreto?