Sociopata


Eu cumpri minha pena e eu quero sair
Destino tão efusivo
Isso não serve
A alma não é tão vibrante

O acerto de contas, o adoecer
Empacotando sua subversão
Pseudo-sagrado sacro santo

Vai perfurar seus desertos
Vá cavar sua cova
Depois encha sua boca com todo o dinheiro que você vai guardar

Regredindo, diminuindo de novo
Eu terminei, e isso começou
Eu não sou o único

E a chuva irá matar a todos nós
Nós nos jogamos contra a parede
Mas ninguém mais consegue ver
A preservação do mártir em mim

Psicossocial, psicossocial, psicossocial
Psicossocial, psicossocial, psicossocial

Há rachaduras na estrada que nós seguimos
Mas onde o templo caiu
Os segredos enlouqueceram
Isso não é novidade, mas nós matamos tudo
O ódio era tudo que tínhamos

Quem precisa de mais uma desordem?
Nós poderíamos começar de novo
Basta me olhar nos olhos e dizer que estou errado
Agora só há o vazio
Mas sinto falta de alguma coisa
Eu acho que a gente já era, eu não sou o único

E a chuva irá matar a todos nós
Nós nos jogamos contra a parede
Mas ninguém mais consegue ver
A preservação do mártir em mim

Sociopata, sociopata, sociopata
Sociopata, sociopata, sociopata

Os limites dos mortos
Os limites dos mortos
Os limites dos mortos
Os limites dos mortos

Mentira anti-fascista falsa (sociopata)
Eu tentei te dizer, mas (sociopata)
Seus corações roxos estão pifando (sociopata)
Não podem parar com a ideia de matar (sociopata)
Se é temporada de caça (sociopata)
É isso que vocês querem? (sociopata)
Eu não sou o único!

E a chuva irá matar a todos nós
Nós nos jogamos contra o muro
Mas ninguém mais pode enxergar
A preservação do mártir em mim

E a chuva irá matar a todos nós
Nós nos jogamos contra o muro
Mas ninguém mais pode enxergar
A preservação do mártir em mim

Os limites dos mortos
Os limites dos mortos