Está de volta quem acorda a cidade
Se duvidar é só pagar pra ver
Só da o start quem é verdade
Então, nada vai nos deter

Desperta a vizinhança em alta voltagem
Quero barulho e festa só pra ver o chão tremer
Vivo na noite, vivo na farra, vivo só na vadiagem
Mas eu faço acontecer

Quero um lugar ao sol
Ouvindo o mar, o céu azul
Se você brinda a vida temos algo em comum
Na babilônia a brisa que seduz
Luz eleva anos-luz.

E eu vou além
E nunca é tarde pra se permitir
Vai ser assim
Se a noite ferve e não tem fim
Brisa louca, vida intensa
Tudo só pra te induzir
Até no caos da cidade encontro aquela paz
Só pra ver o céu se abrir

Salvei, se a nova era anunciar
Salvei, o que for pra ser será
Salvei, entrar com o pé na porta e tomar
Tudo o que é nosso de volta

A madrugada te atrai, te alicia a aventurar
A experimentar a cena que vícia
Tentação, migué, perto sem me perder
Mas se ela me encontrar hora de enlouquecer

É que nem bomba e vem pra causar
Agora vamo bora que tá na hora pois sei que esperar
Já não é saber, se acha um supra-sumo do conhecer
Só lembram de enxugar e esquecem de fazer

Quero um lugar ao sol
Ouvindo o mar, o céu azul
Se você brinda a vida temos algo em comum
Na babilônia a brisa que seduz
Luz eleva anos-luz.

E eu vou além
E nunca é tarde pra se permitir
Vai ser assim
Se a noite ferve e não tem fim
Brisa louca, vida intensa
Tudo só pra te induzir
Até no caos da cidade encontro aquela paz
Só pra ver o céu se abrir

Sob efeito eu irradio luz
E sigo no caos, a sorte é quem me conduz
E o meu juízo eu quis, me mantém por um triz
No equilíbrio da paz, sempre estar e ser feliz

Por onde eu vou
Procuro andar com fé, que no jogo não tem perdedor
E eu vou incinerar na babilônia
A história só começou

E eu vou além
E nunca é tarde pra se permitir
Vai ser assim
Se a noite ferve e não tem fim
Brisa louca, vida intensa
Tudo só pra te induzir
Até no caos da cidade encontro aquela paz
Só pra ver o céu se abrir

Salvei....

Vídeo incorreto?