Pra mim sempre foi o amor ao trabalho e é por isso que eu me trapalho
A vida de escravo descrita nao me deixa tempo pra questionar o quanto que eu valho
Reflexoes tao minhas permitem pessoas meterem o malho
Olhos famintos vigiam os caminhos aguardando a chegada do tempo em que vale
Procurando minhas fistas em talhos encontrando apenas batalha, barreiras e meus inimigos retalho
Dizem que a vida é como uma planta, enquanto alguns permanecem capim, melhores se crescem, se tornam carvalhos
O sol lá em cima é o emprego, e o dinheiro daqui é o orvalho
Eu vou fuçar todas as tocas, levantar todas as pedras
Nessas horas de obter respostas acabo incomodando a galera a vera
Mas já que eu sou caçador de leão, entao nao é permitido ter medo de fera
Digo que minha vontade nao é essa, nós tamos vivendo numa nova era
Laboratórios cobram quanto querem, a ciencia elabora quimeras
Os governantes da selva de pedra, fingem ser cegos e a vida se quebra
Geral feliz com o Brasil sendo penta, enquanto neguinho ali da rua treta
Procurando a vitoria certa se a grana aperta ele já sabe a meta
Talvez o problema nao seja só droga, talvez dão emprego de salário baixo
Que acho que é dificil de mais pra quem prova enquanto o preço de tudo aqui dobra
Cobra mais do que a gente consegue la fora, troca quase nada
Estoura a cota e nao consegue consertar essa porra nem com solda

Vídeo incorreto?