Pare de contar estrelas e ponha os seus pés no chão
Que a vida não para e se você perdê-la o que sobra é um mar de ilusão
Nesse mundo que tanto gira e não pode esperar por ninguém
Perceba que a vida é só uma volta da ciranda que vai e não vem

Um dia você vai querer cobrar o tempo que já se perdeu
A quem você irá conta histórias que nunca ouviu e nunca viveu?
A volta que ciranda dá é pra quem quer correr atrás
De alguém, de tudo que não se tem, mas nunca é tarde demais

Deixe o sol bater na cara
Molha os pés na água do mar
Sinta o vento arrepiar a pele, deixe a pele sentir o amor
Deixe as mãos correrem soltas e as bocas serem devoradas
Debaixo das quatro fases da lua
Viva, a vida é sua e mais nada

Vídeo incorreto?