Bateu saudade
Soprou um vento
Peguei carona
Nessanuvem de emoção
De pés descalços
Sem rumo certo
Segui a trilha
Das pegadas da ilusão
Ruas escuras
Noites sem lua
E essa avenida
Que parece não ter fim
Deixa eu consolar
Meu coração
Fugir da solidão
Deixa eu trazer
Você pra mim
Tô contando carneirinhos
Pisando em espinhos
Sentindo o perfume
Marinheiro sem destino
Navegando à toa
Num mar de ciúme
Tô vivendo essa tortura
À beira da loucura
Qualquer coisa assim
Deixa eu consolar
Meu coração
Fugir da solidão
Deixa eu trazer
Você pra mim

Vídeo incorreto?