Já sorri, já chorei
Já parti, já regressei
Passei por tantas coisas que nem sei
Já fui rei, já fui escravo
Já fui manso, já fui bravo
Até de opinião eu já mudei

Aprendi, ensinei
Já fui certo, já errei
Mas há idas que não voltam nunca mais
Já sonhei, acordei
Menino nunca mais serei
Ingenuidade outra vez jamais

Não precisa me dizer o que eu já sei
Nem contar os seus segredos que eu já sei
Não precisa me fazer acreditar
Acredito no que os meus olhos vêem

Já logrei, já fui logrado
Já menti, fui enganado
Foram o troco das bobagens que eu fiz
Fui feliz, fui conformado
Já fui time rebaixado
Fui meu próprio advogado, fui juiz

Aprendi, ensinei
Já fui certo, já errei
Mas há idas que não voltam nunca mais
Já sonhei, acordei
Menino nunca mais serei
Ingenuidade outra vez jamais

Não precisa me dizer o que eu já sei
Nem contar os seus segredos que eu já sei
Não precisa me fazer acreditar
Acredito no que os meus olhos vêem

Não precisa me dizer o que eu já sei
Nem contar os seus segredos que eu já sei
Não precisa me fazer acreditar
Acredito no que os meus olhos vêem

Vídeo incorreto?