De azul e branco, lá vem pilares!
Jóia rara original!
É coisa fina, artigo de primeira!
É produto especial!

Amanheceu! Caprichosos chegou!
Alto astral, feliz da vida!
Bota banca na folia
Anunciando o compra e vende na avenida!
Num troca-troca onde tudo começou!
O índio levou quinquilharias
Que um malandro português o seduziu!
Tudo a preço de banana que o espelho refletiu!
Levaram todo nosso pau-brasil!
O negro pregoeiro grita:
''Na minha mão pode comprar''

No requebrado da mulata tem quindim!
Quem vai querer? Quem vai querer?
Tem doces e frutas, quem quer levar?
Vem cá sinhô
Vem cá sinhá!

Sou bom de papo, vendedor eu sou!
Garrafeiro, jornaleiro!
No tempo do merréis e do vintém, eu já vendia!
Mil coisas para toda freguesia!
Na rua, á luz do sol, na areia!
No balanço do trem, já tô!
Pro mundo infantil vendo emoção!
Sou ambulante de coração!
A feira livre está pronta, vem ver!
Artistas do meu carnaval!
Leva três por um real!

Vídeo incorreto?