Pelo ar uma estranha magia,
Vou fazer uma linda canção.
Replantei meu grão de poesia,
Tragam flores e um pouco de inspiração.

Sonhos, cores e o som do velho violão
Vão despertar minha amada.
Cantem versos de um velho refrão,
Quero um prazer verdadeiro
E um amor passageiro de
Um longínquo verão.

Mãe, conte antigas estórias,
Vou fazer uma linda canção
Que ilumine as almas dos casais
E deixe em paz meu coração.

Escrevam com grafite nos muros,
Avisem toda população,
Dos lares até os becos escuros.
Falem baixo em nome da solidão,
Notas nascem em tom de conspiração.

Quero ver o brilho da aurora
E uma estrela quando anoitecer.
Vou fazer a mais bonita das canções
E, em paz, depois, adormecer.

Vídeo incorreto?