Era uma vez uma tribo
Chamada Avá-Canoeiro.
Um dia veio o homem branco
E exterminou o povo inteiro.

Sobrou um casal de indiozinhos,
Os elos dessa cadeia.
Mas sendo irmãos não podiam
Repovoar essa aldeia.

Os dois então ficam tristes
Pois já morreu todo o resto.
E a lei da tribo é a morte
Se o amor é feito de incesto.

Mas vem dos céus um milagre
Como um balé de esplendor.
Mil vagalumes produzem
Uma centelha de amor.

E um beija-flor, com as estrelas
Dos vagalumes azuis,
Fecunda o ventre da índia
Tirando o pólen da luz.

E a luz da vida rebrilha
No espelho da sua face.
Ela concebe uma estrela
E a sua aldeia renasce.

Vídeo incorreto?