Minha luz se apagou,
Não posso mais.
Esse mal perturbou
A minha paz.

Quem na dor de um sofrer
Desencontros viveu,
Logo vai compreender
O pranto meu.

Consumir tanta dor,
Sem me trair.
Como um sol sem calor
Vou me sentir.

Quem provou sem querer
E parou como eu,
Logo vai compreender
O pranto meu.

Não há mais nada em meu viver.
Eu não posso aceitar essa verdade
Nem fugir do que me faz realidade.

Só me resta esperar e despedir: adeus.
O meu dia anoiteceu, e eu
Vou ficar com esse pranto meu.

Vídeo incorreto?