Eu vejo a turma toda curtindo meu bolerão
Casais enamorados na penumbra do salão
De rostinhos colados eles vão de lero, lero
Com chamas e chamegos no compasso do bolero

As madrugadas frias nos salões de multe-cores
Eu canto o meu bolero para mais de mil amores
No som da nostalgia eu embalo os corações
No mar das esperanças, nas mares das ilusões

Vai meu bolero diga pra'quela mulher
Que eu estou desesperado quase morto de paixão
Eu não suporto ver a flor da minha vida
Nos braços de outro homem lá no meio do salão

Vídeo incorreto?