Tô chegando lá de Minas
Eu venho de Diamantina
Vim no trem da Palestina
Minha gente o que que há?

EU não sei mesmo de onde
A notícia vem de longe
Que o mineiro comprou o bonde
Manda os outros carregar

Ai meu bem, tô chegando lá de fora
Mineiro não perde hora
Mineiro não perde o trem

O estrangeiro ficou verde
E o Pelé chutou na rede
Furabalo e parede
Tudo é força do queixo

A Brasília nunca cessa
O mineiro fez promessa
Mineiro anda depressa
Porque não é caranguejo

Ai meu bem, tô chegando lá de fora
Mineiro não perde hora
Mineiro não perde o trem

Viva ao grande Tiradentes
Caboclo do sangue quente
Demostrou pra toda gente
Sua grande competência

Ele foi aprisionado
E mostrou que era honrado
Ele então foi enforcado
Pela nossa indepêndencia

Ai meu bem, tô chegando lá de fora
Mineiro não perde hora
Mineiro não perde o trem

Perto de Belo Horizonte
Nesta terra interessante
Nasceu Santos Dumont
Para nossa redenção

Ele foi para o estrangeiro
Com a fibra de mineiro
Esse grande brasileiro
Foi o pai da aviação

Ai meu bem, to chegando lá de fora
Mineiro não perde hora
Mineiro não perde o trem

Vídeo incorreto?