Se o amor então se cansou
Durma que a lua eu vigio
Se o céu te parece em ruir em pedaços de vidro

Dançaremos em volta do fogo
Subiremos com a maré
E amanheceremos de novo

Se o nosso olhar se perder
Em horizontes tão estranhos
E o mundo insistir em girar como numa ciranda

Deixaremos as luzes acesas
E abriremos as portas da casa
Para termos então a certeza

E toda noite será
Eterna como um sonho
Que insistimos em ter

Então durma, durma
Que o dia não demora a sangrar
Com o canto do primeiro galo
Então durma, durma
Que o dia não demora a sangrar
Quando o primeiro galo cantar

Vídeo incorreto?