Fui convidado pra tocar em uma festa de confraternização
Numa fazenda lá pras bandas de angicos endereço do sertão
Mandaram um cheque o pagamento adiantado
Assinado e carimbado do banco da produção

Saí de casa com minha banda formada, eu, garapa e zé tição
Qual de costume, nos vestimos a caráter para dar boa impressão
Levamos: Bombo, triângulo, acordeão, ripinique, violino, pandeiro e violão

Chegamos lá e era luz de candeeiro e as pessoas no salão
Todos vestidos parecidos como a gente e começamos o refrão
Notei que ele estavam muito bem armados
Com fuzis, atravessados cinto de balas e facão
"Oia: Zoi trupé viu! certa hora: zé tição arreou o bombo pra descansar um pouco
Rum? Capitão virgulino falou: êpa! nun para não! visse cabra? caabra!
"O garapa: Fzedou! o zé tição: ficou foi branco, e eu, todo borrado
Cantei a noite inteira.
É lamp! È lamp! é lamp! e é lamp! è lampião
Seu nome é virgulino apelido lampião
Seu nome é virgulino apelido lampião

Tava: Moderno, cacheado, pitombeira, vila-nova e capitão
O moita braba, vorta sêca, luiz pedro, passarinho e damião
José sereno, juriti, mané moreno, sabonete, português, moderno de chapelão
Tava também: Jacaré, neném e gato, gorgulho, velocidade
Corisco, marreca e cão
Fui convidado pra tocar em uma festa de confraternização
É lamp! É lamp! é lamp! e é lamp! é lampião
Seu nome é virgulino apelido lampião...seu nome é virgulino apelido lampião.