A porta bateu
Sei la, ninguém ouviu
Não soube dizer o que foi que viu la fora
O vendo passa e canta
Levando a esperança

Ouvi dizer que muitos não vão
Pagar pra ver aonde chegara
Essa doce ilusão
Que vem e vai
Você não sabe se ela fica ou passa
Deixar pra trás
O que me resta é dividir a graça
De ser capaz de transformar tudo em figuração

Sinto que posso saber
Que algo que você nunca se importou
Nem fez questão de perceber
Verdades abrem portas
Mentiras são supostas
Invenções que você nunca quis saber

Eles te tratam bem melhor
Durante a minha ausência
Mas ficam loucos de pensar que toda displicência
Em cada frase que eu usar
Só pra tentar te entender
Não fique triste meu amor
O tempo prova pra você

Quando chegarmos ao final
Liberta minha mente
Me livra logo desse mal
Me faz olhar pra frente
Me mostra agora que ser diferente é tão igual
Que ser normal

Sinto que posso saber
Que algo que você nunca se importou
Nem fez questão de perceber
Verdades abrem portas
Mentiras são supostas
Invenções que você nunca quis saber

Vídeo incorreto?