... quanto ao futuro repete hoje


Há muito tempo eu tentei ser como tu
Afastadas, sem tempo para evoluir

Não há um local que ainda permanece
Basta todos os espaços deixados no deserto cinzento
Porque é que nós perdemos, o conhecimento do tempo?
É este o preço, nós pagamos o inferno?
O medo envenenado conhecida para o homem
É ele quem tenta encontrar o seu caminho
A força coletiva culpando você
"Este dia é dia, dividida ao meio"

Atirado ao , esquecidos e doloridos
Empossado a ser diferente de que forma eu posso
O que é abafado sabor especial para mim
É a última contente vislumbre de um homem amargo

Baixo e inquieto, em busca de melhores dias
Voltar para o início, que estou no fim
Todo o meu tempo, a comichão momentos comprimido
Quanto ao futuro repete hoje

Tão impressionado, perderam a fé em tudo o que eu tinha
Discriminadas, estou na minha maneira de ser dissolvido

A espera e reza do que está para vir
Perdi-os todos com glória
Urgente a fim de que a alegria de curta duração
Eu vejo ouro em todas as mentiras que me antecedeu

E assim vamos ignorar a taça imploradores
Agir em sua Bendizei o Grande Final
Ensine os nascituros assinar os vencedores
Um sorriso bem-vindo ao mundo real