Meu coração bate mais que uma cancela
Meu velho peito não se cansa de gostar
Meus olhos tristes são portas e janelas
Não há tranca nem tramela que impeça dela entrar

Eu gosto dela e não há jeito que dê jeito
Ela mora no meu peito e manda no meu coração
Ela é meu tudo, minha rima, minha vida
Minha musa preferida, meu xote, meu baião

Quanto amor, quanto querer
Não existe modo nem maneira de dizer
Não há você sem mim eu não existo sem você

Vídeo incorreto?