Neve (ei, oh)


Venha decidir que as coisas que experimentei em minha vida
Foram só pra ficar extasiado
Quando me sento sozinho, venha conhecer um pouco mais
Mas eu preciso de mais do que eu mesmo desta vez
Caminhe na estrada que leva do mar até o céu
E eu acredito que confiamos
Quando eu colocá-la, venha jogar
Toda minha vida ao sacrifício

Ei, oh, escute o que eu digo, oh
Tenho seu
Ei, oh, agora escute o que eu digo, oh

Quando saberei que realmente não posso ir
Ao poço mais uma vez para decidir?
Quando isso está me matando, quando eu realmente verei
Tudo o que necessito para olhar pra dentro?
Venha acreditar que é melhor eu não partir
Antes de receber minha chance de andar
Quando isso está me matando, o que eu realmente preciso
Tudo o que necessito para olhar pra dentro?

Ei, oh... Escute o que eu digo, oh
Retorne e
Ei, oh... Agora escute o que eu digo, oh

Quanto mais vejo, menos sei
E mais eu gosto de deixar rolar
Ei, oh
Ooooooooooh

Debaixo da superfície de outra maravilha perfeita
Onde é tão branco como a neve
Secretamente dividida por um mundo tão indeciso
E não há para onde ir
Entre a superfície de outra maravilha perfeita
Onde é tão branco como a neve
Correndo pelo campo onde todas as minhas pegadas serão apagadas, e não há para onde ir
E não há para onde ir, ooooh

Quando descer para ajudar um amigo
Todos os canais que se colapsaram
Agora que você o mencionou, eu irei telefoná-lo
Somente para ouvir você cantar
Caminhe na estrada que leva do mar até o céu
E eu acredito que confiamos
Quando eu colocá-la, venha jogar
Toda minha vida ao sacrifício

Ei, oh, escute o que eu digo, oh
Tenho seu
Ei, oh, agora escute o que eu digo, oh

Quanto mais vejo, menos sei
E mais eu gosto de deixar rolar
Ei, oh
Ooooooooh

Debaixo da superfície de outra maravilha perfeita
Onde é tão branco como a neve
Secretamente dividida por um mundo tão indeciso
E não há para onde ir
Entre a superfície de outra maravilha perfeita
Onde é tão branco como a neve
Correndo pelo campo onde todas as minhas pegadas serão apagadas
E não há para onde ir, oh

Eu digo ei, oh, sim, oh, sim
Diga agora, meu amor
Ei, oh, oh, sim, oh, sim
Diga agora, meu amor

Debaixo da superfície de outra maravilha perfeita
Onde é tão branco como a neve
Secretamente dividida por um mundo tão indeciso
E não há para onde ir
Entre a superfície de outra maravilha perfeita
Onde é tão branco como a neve
Correndo pelo campo onde todas as minhas pegadas serão apagadas, e não há para onde ir
E não há para onde ir, oh

Eu digo ei, oh, sim, oh, sim
Digo para o senhor agora
Ei, sim... Oh, sim, oh, sim