Dualidade


(Eu empurro meus dedos em meus) olhos
É a única coisa que lentamente para a dor
Mas é feita de todas as coisas que tenho que levar
Jesus, isso nunca acaba, apenas se empurra para dentro
Se a dor continuar

Tenho gritado até minhas veias entrarem em colapso
Esperei enquanto meu tempo passava
Agora tudo o que faço é viver com muita fé

Desejei isso, reclamei disso
Deixei para trás esse pequeno fato
Você não pode matar o que não criou

Eu tenho que dizer o que tenho a dizer
E então juro que vou embora
Mas não posso prometer que vai gostar do barulho

Acho que vou deixar o melhor para o final
Meu futuro parece um grande passado
Você foi comigo porque não me deu escolha

Eu empurro meus dedos em meus olhos
É a única coisa que lentamente para a dor
Se a dor continuar, não vou aguentar

Me recomponha
Ou separe a pele dos ossos
Deixe todas as partes
Então você pode me deixar sozinho

Diga-me que a realidade
É melhor que o sonho
Mas descobri da maneira mais difícil
Nada é como parece

Eu empurro meus dedos em meus olhos
É a única coisa que lentamente para a dor
Mas é feito de todas as coisas que tenho que levar
Jesus, isso nunca acaba
Apenas se empurra para dentro
Se a dor continuar
Não vou aguentar

Tudo que eu tenho
Tudo que eu tenho é insano
Tudo que eu tenho
Tudo que eu tenho é insano
Tudo que eu tenho
Tudo que eu tenho é insano
Tudo que eu tenho
Tudo que eu tenho é insano

Eu empurro meus dedos em meus olhos
É a única coisa que lentamente para a dor
Mas é feito de todas as coisas que tenho que levar
Jesus, isso nunca acaba
Apenas se empurra para dentro
Se a dor continuar
Não vou aguentar